terça-feira, 25 de outubro de 2011

Diários de São João da Madeira



Algumas imagens da inauguração da exposição do 4º Encontro Nacional de Ilustradores,
intitulada "De se lhe tirar o Chapéu"

Finalmente, o 4º Encontro Nacional de Ilustração. Foram 3 dias à velocidade da luz, divididos entre oficinas de ilustração, performances ao vivo e palestras. A inauguração da exposição foi na quinta-feira, dia 20, onde se apresentou pela primeira vez os trabalhos realizados por cada um dos ilustradores alusivos ao tema "De se lhe tirar o chapéu". É sempre fascinante observar como cada ilustrador aborda um mesmo tema, e ainda como as sensibilidades feminina e masculina diferem na apropriação do tema, umas vezes de uma forma abismal, outras nem tanto:

São João da Madeira Diaries

Finally, the 4th National Meeting of Illustration in São João da Madeira. There were three days at the speed of light, divided between illustration workshops, live performances and lectures. The opening of the exhibition was on Thursday, Dec. 20, whit the work done by each of the illustrators depicting the theme "Hats off" It's always fascinating to see how each illustrator covers the same topic, and as male and female sensibilities differ in the ownership of the subject, sometimes in an abyss manner, others less so:


Algumas imagens da turma do 9º E,
da Escola Oliveira Junior

Uma das grandes mais-valias destes encontros é a possibilidade de as crianças conhecerem pessoalmente as pessoas que estão por detrás da obra que muitas vezes já conhecem dos livros que lêem. Durante 3 dias os ilustradores participantes neste evento espalharam-se pelas diversas escolas do município para facultarem às turmas oficinas de 90 minutos nas mais diversas áreas e abordagens. A minha abordagem - atendendo ao pouco tempo disponível - foi conceber e executar uma ilustração à frente deles, desde o primeiro esboço até à última pincelada, enquanto lhes falava de tudo e mais alguma coisa: das minhas técnicas, truques, angústias criativas, limitações, paixões, etc. Sendo no meu caso, miúdos do 8º e 9º anos, é sempre um pouco difícil convencê-los de que aquela hora e meia vai valer a pena o sacrifício de não estarem lá fora a namorar, mas regra geral tenho sucesso logo nos primeiros minutos. O truque é abordá-los no seu próprio universo. Música, surf, skate, grafitti e muito humor - algumas das minhas paixões - servem como verdadeiros anzóis que uso e abuso até atingir aquilo que pretendo... alguns minutos de atenção que, espero eu, possam ser inesquecíveis para alguns deles. Se daqui a 15 anos surgirem alguns ilustradores de renome em São João da Madeira, vou-me sentir muito feliz com a ideia de que pelo menos um deles possa ter assitido a uma oficina facultada por mim. No total fiz 5 oficinas, na Escola Oliveira Junior e Escola João da Silva Correia, nas quais executei ilustrações que foram oferecidas à respectivas biliotecas. Os alunos foram dando sugestões em relação aos pormenores a adicionar a cada um desses trabalhos. Em baixo apresento 3 dessas cinco ilustrações:


One of the great gains of these meetings is the possibility of children personally know people who are behind the work that often already know the books they read. During three days illustrators participating in this event spread by the various schools of the municipality to provide 90-minute classes workshops in several areas and approaches. My approach - given the limited time available - was to design and implement an illustration on the front of them, from first sketch to the last stroke, while i talked about everything and anything: from my techniques, tricks, creative anxieties, limitations, passions, etc.. with 8 and 9 years old kids is always a little difficult to convince them that the hour and half with me will be worth the sacrifice of not being out there dating, but generally i have success in the first minutes. The trick is to approach them in his own universe. Music, surfing, skateboarding, graffiti and lots of humor - some of my passions - that i use and abuse to have a few minutes of their attention, I hope, can be memorable for some of them. If in 15 years some very good illustrators came from São João da Madeira, I will feel very happy with the idea that at least one of them saw a workshop provided by me. In total I did 5 workshops at the School Oliveira Junior and School João da Silva Correia, where i made 5 illustrations that were offered to their libraries. Students have been giving suggestions to each detail of these works. Below I present three of these five illustrations: 
"Girafa"
Ilustração executada em técnica mista sobre MDF
no âmbito da oficina facultada à turma 9º E da Escola Oliveira Junior


"Menina - Robô"
Ilustração executada em técnica mista sobre MDF
no âmbito da oficina facultada à turma 9º D da Escola João da Silva Correia
 
"Menino - Robô"
Ilustração executada em técnica mista sobre MDF
no âmbito da oficina facultada à turma 9º C da Escola João da Silva Correia

Uma das coisas mais loucas que tive a oportunidade de fazer durante estes dias foi a possibilidade de pintar ao vivo, ao som dos Karma Colective, uma banda formada por grandes amigos meus, que gostam de esvoçar musicalmente e de forma improvisada entre ambientes etéreos e densos, entre a luz e a escuridão, entre a ordeme e o caos. Com eles já tive o prazer de participar em alguns espectáculos Sinergias, mas estas duas performances forma muito especiais. A primeira, na noite de quinta-feira, aconteceu no auditório dos Paços da Cultura, e teve como inspiração os mitos criacionistas. Num ambiente totalmente desprovido de luz, com todos nós vestidos de negro, fui pintando um díptico formado por paineis também pintados de negro - com dimensões aproximadas de 1,50 x 2,00 metros - iluminados com 3 lâmpadas de luz negra. Uma vez que só usei tinta branca (que reage a este tipo de iluminação tornando-se quase fluorescente) e preta (para mascarar algumas partes brancas), o resultado foi uma imagem onírica e algo irreal, num conceito que nos deu vontade de levar muito mais longe (fotografias gentilmente partilhadas no Facebook pela Maria Ba):

One of the craziest things i've had the opportunity to do these days was the ability to paint live to the sound of Karma Collective a band made up of good friends of mine, who like to freely fly musically and in an improvisedm way between ethereal and dense environments, between light and darkness, between order and chaos. With them i had the pleasure to participate in some shows called Sinergias, but these two were very special performances. The first, late on Thursday, took place in the auditorium of Town Hall of Culture, and was inspired by the a creationist myth . In an darkness environment, with everyone dressed in black, i painted a diptych panels, also painted black - with approximate dimensions of 1.50 x 2.00 meters - only illuminated by 3 black light lamps. Once i only used white paint (which reacts to this type of lighting making it almost fluorescent) and black (to mask some white parts), the result was a dreamy-image and unrealistic, a concept that we had the urge to take a long farther (photographs kindly shared on Facebook by Maria Ba):




A segunda perfomance foi na tarde de sexta-feira no centro comercial 8ª Avenida. O ambiente aqui foi totalmente diferente, tanto em termos musicais como pictóricos, e teve também a participação do artista plástico Zoran Smiljanic, o que para mim não poderia ter sido uma maior honra. O resultado foram dois painéis com as dimensões aproximadas de 1,50 x 2,00 metros, com abordagens e leituras completamente diferentes, o que tornou esta experiência ainda mais rica, tanto para quem participou como para quem assistiu (fotografias gentilmente partilhadas no Facebook pela Ana Paula Oliveira):

The second performance was on Friday afternoon at the 8th Avenue Shopping Center mall. The atmosphere was totally different, both in musical terms as pictorial, and also had the participation of artist Zoran Smiljanic, which to me could not have been a great honor. The result was two panels with the approximate dimensions of 1.50 x 2.00 meters, with completely different approaches and readings, which made the experience even richer, both for those who participated and for those who attended (photo kindly shared by Facebook Ana Paula Oliveira):





Zoran Smiljanic






Zoran Smiljanic
Na manhã de sábado dei uma palestra com o título "Tabus & Histórias de Amor", e que teve como base os livros "Sabes que também podes ralhar com os teus pais?" e "Sabes como é que os teus pais se conheceram?", escritos pela Maria Inês de Almeira e editados pela editora Booksmile. Esta palestra foi muito importante para mim, porque foi quase um ensaio geral para a palestra que vou dar para a semana em Varsóvia, no evento "O Tabu na Arte Para Crianças", de que já falei aqui, e que incidirá muito especialmente no primeiro dos livros atrás referidos, livro esse que para grande surpresa minha criou uma certa polémica entre os pais, mas não só (sobre este tema já falei aqui).
As palestras são uma forte mais-valia deste tipo de encontros. Nelas podemos encontrar resposta para uma série de dúvidas, conhecer o trabalho e a abordagem dos outros ilustradores, trocar impressões sobre métodos de trabalho e saber de novos lançamentos editoriais. Neste aspecto , devo dizer que este ano foi ainda mais enriquecedor, pois foi a primeira vez que tivemos a participação internacional. Foi incrível poder conhecer pessoalmente a Anne Wilsdorff, uma ilustradora absolutamente adorável e que fez uma apresentação muito interessante sobre a censura ao trabalhos dos ilustradores, e a Brigitte Praplan, do Instituto Suíço da Juventude e dos Media, que fez uma apresentação brilhante sobre tudo o que se faz na Suíça em prol da motivação e promoção da leitura. Através desta senhora fiquei a saber que ao contrário do que muitas vezes pensamos, Portugal está muito à frente em muitas matérias, mesmo comparando com países que consideramos muito mais evoluídos e civilizados.

Na tarde desse mesmo dia, e para finalizar este "pequeno" relato sobre tudo aquilo que fiz no 4º Encontro Nacional de Ilustradores, realizei um workshop especialmente orientado para adultos, que deveria ter a duração de 90 minutos e acabou por ter quase 4 horas, tal foi o interesse manifestado. Nesta oficina, tal como nas escolas, executei uma ilustração ao vivo que no final foi sorteada entre os participantes. Durante este tempo pude falar de uma forma mais aprofundada das minhas técnicas e truques, algumas bases de desenho e de composição e mostrar ainda uma série de originais (fotografias gentilmente partilhadas no Facebook pela Ângela Costa de Almeida):

On Saturday morning i gave a lecture titled "Taboos & Stories of Love", that was based on the books "You know you can also find fault with your parents?" and "Do you know how your parents met?", written by Maria Ines de Almeira Booksmile and edited by the publisher. This lecture was very important to me because it was almost a practice for the lecture I will give next week in Warsaw, at the event "The Taboo in Art for Children" that i have spoken here, and will focus especially on the first of the books mentioned above, a book that surprises me because it created some controversy among parents, but not only (I have already spoken on this topic here).

The lectures are a strong added value of such meetings. In them we can find answers to a series of questions, see the work and approach of other illustrators, exchange views on working methods and learn of new editorial releases. In this respect, I must say that this year was even more enlightening, as it was the first time we had an international participation. It was amazing to get to know personally  Anne Wilsdorff, an illustrator absolutely adorable with a very interesting presentation about censorship to the work of illustrators, and Brigitte Praplan, from Swiss Institute of Youth and Media, who made a brilliant presentation on everything is made in Switzerland for the sake of motivation and reading promotion. Through this lady I learned that contrary to what we often think, Portugal is far ahead in many areas, even compared with countries we consider far more advanced and civilized.


In the afternoon of that day, and to finish this "little" story about what we did in the 4th National Meeting of Illustrators, i did a workshop especially aimed at adults, who should have a duration of 90 minutes and ended up having almost 4 hours, such was the interest shown. In this workshop, such as schools, i made a live illustration ,which, at the end, was drawn among all the participants. During this time I could speak of a greater depth of my techniques and tricks, some bases of design and composition and also show a series of illustration original's (photographs kindly shared on Facebook by Angela Costa de Almeida):

 






O resultado final


Ana Mota, a feliz contemplada no sorteio da ilustração


Nota final para uma grande surpresa... a ilustração que fiz o ano passado na performance ao vivo com os Karma Colective, no âmbito do 3º Encontro Nacional de Ilustração, foi cedida ao Hotel WR ****, onde ficamos desde sempre alojados. É incrivel como o ambiente onde se encontra exposta uma obra - neste caso o hall de entrada do hotel - pode influenciar tanto a forma como a apreendemos. Se não fosse a Natalina a chamar-me a atenção, eu nem a reconheceria.

A final note for a big surprise ... the illustration I did last year in the live performance with the Karma Collective band, in the 3rd National Meeting of illustration, was ceded to WR Hotel ****, where we have always kept. It is amazing how the environment where a work is exposed - in this case the lobby of the hotel - can influence both the way we see it. If my wife Natalina did not call my attention, I did not recognize it:

"Um Amor de Sapatos III"
Técnica mista sobre MDF


Um sincero agradecimento à Junta de Freguesia de São João da Madeira, e também à Câmara Municipal, cujos funcionários todos os esforços envidaram para que este encontro fosse, uma vez, mais um sucesso, e que nós, os participantes, fôssemos tão mimados como fomos. E por fim, um grande GRANDE agradecimento à comissária e Mãe deste evento, Sylviane Rigolet, que uma vez mais com a sua doçura, honestidade, transparência, inteligência e um enorme coração, tornou estes momentos tão inesquecíveis.

A heartfelt thanks to the parish of São João da Madeira, and also the Municipality, whose employees have made every effort to make this meeting a success, once more. And finally, a great big thank you to Commissioner and Mother of the event, Sylviane Rigolet, once more with its sweetness, honesty, openness, intelligence and a huge heart, made these moments unforgettable.

3 comentários:

Silvia Mota Lopes disse...

tens muito talento e executas tudo com muito amor, por isso é que tens o sucesso merecido.
Parabéns!!!

Anónimo disse...

Admiro o teu trabalho!!!!
Parabéns!!!
Não sei o que dizer mais.....
Ausenda Nunes

Anónimo disse...

Olá Paulo
Obrigada pelos momentos de puro encantamento que nos deu na oficina de sábado à tarde. Sem esquecer a interessante palestra da manhã, claro.
Os meus alunos adoraram a ilustração que lhes mostrei e já nasceu uma proposta de trabalho bem gira.
A (muito) feliz contemplada
Ana Mota

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...