segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Uma ilustração ao vivo na Feira do Livro




























O desafio partiu das Bibliotecas de Lisboa, directamente para mim, para o André da Loba e João Rodrigues.
A ideia era "simples"… Fazermos três murais alusivos ao amor pelos livros. Ou então, desafio dos desafios, fazer uma homenagem ao trabalho fabuloso das bibliotecas Lisboa nas suas mais variadas valências.
Quem me conhece sabe que sou um rapaz complicado por natureza. Perante os 2 caminhos, fiz aquilo que sei melhor... escolhi o mais difícil. O que eu não imaginava é que a solução por mim adoptada (depois de uma noite quase em branco a tentar descobrir como ligar numa mesma imagem Yoga, rastreio de saúde, cultura hip-hop e promoção da leitura, entre outros), se iria revelar tão complicado e moroso. Subestimei e muito - para não variar - a complexidade desta ilustração, e onde deveria ter demorado não mais de 10 horas, acabaria por se traduzir em 24 horas de trabalho efetivo. E foi exatamente este erro de cálculo, num momento tão complicado em termos de tempo disponível para os projetos que tenho em mãos, que se viria a revelar tão tóxico para mim.



Caramba... foi uma estopada inesquecível, e desesperante também. Houve ali um momento, a meio da travessia deste meu deserto feito em técnica mista sobre tela, que a minha motivação se desvaneceu... não só perante este projecto mas também perante a minha profissão como ilustrador. Ao fim deste tempo todo, quando penso nesse sentimento que me invadiu esses dias, ainda me arrepio.


Mas pronto, entrei num túnel imenso, e saí do outro lado... ressacado, escangalhado, exausto, ressequido e com vontade de vender bolas de Berlim da praia. Mas foi feito. E no fim, isso é que conta...

Como se costuma dizer... no fim, acaba sempre tudo bem. E se porventura não estiver tudo bem, é porque ainda não acabou.

Sou todo ouvidos para as vossas opiniões quanto ao resultado final. 

3 comentários:

Calos disse...

Adorei tudo, especialmente o Darth Vader :-)
Tu és um vencedor e esse teu gosto por travessias dificeis é que faz de ti (e da tua ilustração, tudo em pacote) super especias! Depois dizem que é o Mourinho...o galindro é que é o Special One!
beijoooo!

Ana Viana disse...

Trabalho soberbo, PG!!
Quando se escolhe o caminho mais exigente, normal será sentir-se a esmorecer... Mas caramba! Todo o esforço, dedicação envolvimento, resultaram num trabalho final simplesmente maravilhoso e mágico!
Parabéns!

Paulo Galindro disse...

Obrigado Ana Viana... Obrigado Catarina... Foi de facto um trabalho muito complicado, e que - talvez derivado do estado emocional em que me encontrava - teve um impacto muito grande em mim na altura. Mas orgulho-me muito do resultado final. Muito mesmo. É daquelas coisas que é tudo ou nada. Eu optei pelo tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...