domingo, 6 de março de 2011

"Sobrinha Ervilha" de Dalila Romão

A 3ª história finalista do Concurso de Escrita Hipercriativa. Já sabem, o prazo para a vossa votação é o dia 31 de Março. Boa sorte!

SOBRINHA ERVILHA 

Foi num jantar de família, que a sobrinha declarou:
- Não querer comida saudável e 
- Que o exercicío a cansou! 
Não ia mais comer salada, peixe grelhado ou choucrute, que mandava a sopa aos legumes e às frutas, os iogurtes!
Que fossem correr outros, saltar à corda, nadar... 
Ela não estava para isso, nem ia fazer por estar!
Tudo tinha experimentado, tudo lhe desgostara.
Agora ditava ela e outra história começava!
Levantou-se da cadeira e rumou para a cozinha mas desviou a saladeira e viu a alface murchinha...
Ao lado o grão amuava, encostado à farinha;
os feijões, envinagrados, reclamavam às lentilhas...
Tudo se remexia, com a desfeita da sobrinha;
até os talheres tiniam, censurando a facadinha.
Eis que as couves, em protesto, revelando a sua fibra, abrem folhas, batem caules, exigindo ser comidas! Cebolas, alhos e louro apoiam a pretensão, gritando alto, convictos: batatas fritas não!
Juntam-se os cogumelos e os bifinhos de peru, a salsa e os coentros, a soja e o tofu.
Todos os alimentos saudáveis vinham clamar justiça: não tinham menos sabor que os torresmos ou a linguiça!
Salta a orelha de porco, já de pelos eriçados, rasgam-se de repente os sacos de rebuçados e toma a palavra a salsicha, teimando ter proteínas, defendendo os “pacotinhos”, que dizem ter vitaminas!
E como se não bastasse, concluiu o argumento, apontando como são e como alimento isento, o vaidoso pão-de-forma
Inchado pelo fermento!!
Não esperou pela demora, de engolir tudo o que disse: levou um pêro amarelo, que acabou com a trafulhice.
Mas não ficou por ali a discussão alimentar, que o salmão e as pevides também quiseram falar.
Vinham esclarecer que havia uma confusão: não era por serem gordos que eram maus para o coração! Explicaram, explicadinho, que há que saber comer: conhecer os alimentos, para os poder escolher.
Cada um tem o seu peso, cada um sua medida e cada dentada conta, na longa linha da vida. 
Mereceu um grande aplauso esta conclusão sensata, com que todos concordaram, mas a sardinha brejeira, valendo-se da agitação - e sendo já menos cordata - mandou a aquela salsicha de volta p’ra sua lata.
Então a sobrinha ervilha, feita num molho de bróculos mas vendo não ter razão, reviu os seus fundamentos e fez nova declaração:
- Tragam-me um prato grande, que eu divida em três partes: a primeira, mais pequena, há-de ser para peixe ou carnes; a segunda maiorzinha, para batatas de verdade... e aqui deixo o compromisso: mas nem que caiam as paredes!, no espaço maior de todos... no espaço maior de todos!... ponham-me os legumes verdes! 

Dalila Romão

67 comentários:

Gabasx disse...

Este é a minha escolha!!! belissimo, educativo e divertido...

Anónimo disse...

Para mim este é o melhor conto!

R disse...

Delicioso!

.....chá na rua disse...

Que conto infantil! Que delícia! Que ritmo e principalmente, que lição didáctica! Amei, Dalila! Muitos parabéns! Por favor, continua! Beijinhos e abraços!!!!

Rod disse...

Isto é que é escrever Português. Humor fino, linguagem riquíssima mas desafectada e o ritmo mais acertado que uma batucada carioca. É um mito fundador, uma epopeia gastronómica, o "Don Juan" de Byron da roda dos alimentos. Já ganhou!

Verónica disse...

Adorei este!
Chaio de energia e com uma mensagem educativa!:D

***=)

AnaCB disse...

Minha Querida Amiga, delicioso. Com a energia que lhe é peculiar, e muito bem escrito. Merece todos os prémios. **:) adorei.

MSouza disse...

O mais divertido, sem dúvidas. A questão educativa é transmitida sem drama, disfarçada no ritmo fantástico e contagiante. Já vejo a sobrinha ervilha ilustrado!

Anónimo disse...

Mto bom.
Boa sorte, Dalila.


Pedro Cruz

AM disse...

Está espectacular! O melhor de todos. Parabéns Dalila!

Anónimo disse...

Muito Bom! Ficamos à espera de mais ... com ou sem ervilhas:-)

cristiane disse...

Achei esse o melhor texto. Adorei, muito divertido e bem escrito.

Mipo disse...

uma bela mensagem, cheia de diversão!

Nuno Mauricio disse...

fantastico. esta senhora tem futuro. uma versão literária moderna do êxito musical "joana come a papa". Tem o meu voto.

Kátia disse...

O meu preferido!

voa voa disse...

o meu favorito! pelo ritmo, pela cadência, pela mensagem, pelo bom e simples português e acima de tudo por me conseguir fazer imaginar e criar os personagens desta animada discussão. :D

Francisco disse...

Gostei muito!! Voto na sobrinha ervilha !!

Teresa Lima disse...

Que delícia de conto!!! Até parece possível sentir todos os aromas que pairam pelo texto fora...
E que melhor forma de passar uma mensagem... A TODOS...sobrinhos, tios, mães, pais, avós....
Vai ganhar certamente...

rita d. disse...

Os meus parabéns! Eu comprava!

Pedro Cruz disse...

De longe o melhor.
5 estrelas.

Pedro Cruz

Anis disse...

O meu voto vai aqui para a ervilha marota! Gostei muito!!!

Anónimo disse...

um dia também quero escrever assim.
parabéns Dalila! :D

joao disse...

Muito bom, simples de ler e compreender. Porém divertido. Indicado para crianças. O melhor texto na minha opinião.

Matias disse...

Muito giro, muitos parabéns!!

Vanda Sofia Lucas disse...

cheio de alegria, cor e energia!
como se isso não bastasse ainda é pedagógico :)))) parabéns! este é o meu favorito.

kids84 disse...

"no espaço maior de todos... no espaço maior de todos!..." que se faça a ilustração deste conto!! Parabéns à autora!!

mario silva disse...

muito bom!
quando a mim o melhor de todos

Magali disse...

Adorei prima!!!
Já és a vencedora...
bj

Nidia disse...

Parabéns Dalila. Mto bom mesmo!

tmargaridaf disse...

BUU! hihihi
Esta também é a minha história eleita.
Go Dalila go Dalila... :)

Anónimo disse...

Este é sem dúvida o meu favorito. Parabéns à Dalila
Juan Zwolinski

Maria da Guia Matos disse...

Sem dúvida, para mim esta história é a melhor! Divertida, de fácil compreensão e educativa!

O Livreiro de Badajoz disse...

Muito nutritivo.
#1!!

Anónimo disse...

Lindo, lindo.
Assim se deve escrever e ensinar a comer! VCR

Anónimo disse...

Texto muito rico, muito cheio de componentes, variadíssimo de estrutura e para todos os gostos! Deve ler com atenção, que encontrara tudo o que lhe apetecer e do mais saudavel que existe, na sobrinha ervilha. Lídia

celeste disse...

Até parece que a personagem pode ser um de nós, amei logo que li. É a minha favorita.

Isabel disse...

Gostei muito, vou fazer um poster com a história e coloca-la na parede da cozinha para seguir o exemplo.

Fábio disse...

Fiquei muito surpreendido. muito bom mesmo.

Anónimo disse...

Gostei Muito!

Ricolimo12 disse...

Concordo! O melhor de todos!

Catarina disse...

EXCELENTE !!

a mesa de luz disse...

Muito giro! :)

Gregorli disse...

Este conto é ótimo! Pelo conteúdo e pela linguagem é o mais lúcido de todos e claramente o literariamente mais sério...

Anónimo disse...

De longe o melhor conto infantil que li nos últimos anos! Brilhante!
Obrigado à autora.

Filipa disse...

Adorei Dalila! Vou contar à Laura para que a imaginação dela não tenha limites, tal como a tua :) Beijinhos!

Cristina disse...

Lindo, Dal! Apaixonei! Que orgulho, amiga! Bjs, Cris

JM Ferreira de Almeida disse...

"Tragam-me um prato grande que eu divida em três partes" "No espaço maior de todos...", o da criatividade, ESTE CONTO DELICIOSO de Dalila Romão. Só lhe falta mesmo a ilustração para lhe avivar as cores.

Anónimo disse...

ADOREI! Muitos Parabéns, Dalila!

Irina disse...

Fantástico! Adorei :D

Marta disse...

O meu voto vai para a "Sobrinha Ervilha". Adoro a história.

Marco Pinto Paulo disse...

Caramba, não é conto nem poema e tem o melhor de ambos. Genial de Génio!

Sónia Josué disse...

A vontade de expressar a tua criatividade mostrou-se da melhor maneira. Adorei!

João disse...

Adorei!! E isto que não gosto de ervilhas...

Anónimo disse...

Muito, muito bom!
Mereçe não apenas ganhar, como os outros dois lugares do pódio.
JSG

DinisB disse...

Parabens.Muito bom É o meu texto favorito.

J,J, disse...

É bonito e toca-nos.
Todo o tempo é bom para uma revelação,
Parabéns

Joana disse...

Muito original, pedagógico, divertido. Tudo que um conto infantil deve ter. Parabéns Doutora!

Cheila Maia disse...

Dalila,

Está espectacular!
Muitos parabéns!
Espero que esta belíssima criação ganhe a tão famosa ilustração!

Margarida e Alvaro disse...

Adorei, Dalila o prémio já é teu

Anónimo disse...

Absolutamente GENIAL! Ou não fosse a autora quem é... :) Muitos e muitos parabéns Dailinha!

Susana disse...

Juntou-se uma Tia criativa a uma Sobrinha inspiradora e saiu isto! Parabens...esta demais esta sobrinha ervilha!

ana disse...

Está fantástico. É o meu texto favorito, Parabéns :)

Anónimo disse...

Muitos parabéns, a historia está fantastica!

Esquila disse...

Gostei muito!
Divertido e muito didáctico.
O melhor!
Mariana

Anónimo disse...

Gostei muito;_) foi um prazer ler este conto...inspirador e divertido.
Parabéns!

Luna disse...

Vou cravar a minha tia de beijos de tanto orgulho

Lara disse...

Q Horrendos !!! E ninguem gosta de pizza certo??????

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...