sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Colégio "Miúdos Radicais": The End!

Este trabalho foi terminado em 12 de Dezembro de 2008. Infelizmente, razões de índole pessoal impediram-me de ter disponibilidade para compilar e editar as respectivas imagens que faltavam desde o último post sobre o projecto. Foi um projecto extenuante e fonte de um prazer infinito em termos criativos, e esgotante em termos físicos. Exigiu de mim, e de toda a família que, durante muitas, muitas e longas noites e alguns fins-de-semana, se viu privada da minha presença. Para a execução deste trabalho, foram necessárias 197 horas, as quais se adicionam 24 horas para dar à luz os personagens e 49 horas em deslocações, num total aproximado de 270 horas. Foram percorridos 2450 km apenas em deslocações. Muitas destas horas foram despendidas no período das 21 horas às 1.30 horas da madrugada. Infelizmente, não contabilizei os litros de café e água consumidos, as pizzas e outras comidas de plástico. Não contabilizei as centenas de pastilhas elásticas mastigadas, nem os momentos de angústia que um trabalho desta natureza sempre acarreta. Aqui não se trata só de vencer "o medo do papel branco"... há também a parede, que obviamente, nem sempre é branca.

Os personagens abaixo apresentados, tais como os primeiros já referidos neste blogue, ainda não estão baptizados. Para tal, confesso que terei de me distanciar um pouco deste projecto, já que foi verdadeiramente extenuante.

Este
cowboy foi a primeira ilustração a ser executada no piso 1, e encontra-se no Hall junto ao elevador. A ideia surgiu por oposição ao índio que se encontra exactamente no mesmo local, um piso abaixo. Deste modo o ciclo clássico dos westerns completa-se. Só que, neste caso, são grandes amigos e companheiros de viagem na longa demanda pelo conhecimento.


A segunda
ilustração a ser executada foi esta. Localiza-se na sala de refeitório e inspirou-se directamente na minha própria pessoa, e na paixão que tenho por livros. Para mim um livro será sempre uma óptima refeição!


Esta
menina foi especialmente criada para a Sala de Actividades de 1 e 2 Anos, e de todos as personagens, é mesmo a mais jovem. O conceito de multiculturalidade e multirracialidade foi mais uma vez aqui explorado. Para as roupas e padrões fiz uma pequena pesquisa na net. Sempre me senti muito atraído pelo calor emanado dos padrões africanos.

Por fim, guardei esta ilustração para o final do projecto. As razões foram várias, mas acima de tudo teve a ver com a energia despoletada pela mesma. Para mim, foi quase como um fogo de artifício que marca o fim de um ciclo e o início de outro. Basicamente, estilhacei uma das paredes da Sala de Actividades de 2/3 Anos em centenas de fragmentos, deixando antever, lá longe, no meio da neve, um lar aconchegante, mesmo que feito de gelo. Do seu interior sai um ligeiro aroma a pão acabado de fazer, que impregna toda a atmosfera gélida. Pelo buraco aberto na parede, um urso polar observa a sua amiga de brincadeiras, uma menina esquimó passou através dela e entrou apressadamente na sala, para não perder nem um minuto da aula.

Por Paulo Galindro

9 comentários:

Anis disse...

Está demais Paulo, outra coisa não seria de esperar, muito bom! Parabéns
Beijinhos!

Patrícia disse...

Adorei. Dos vossos melhores trabalhos!

Simples Maria disse...

Não tenho palavras..só queria ser criança e ir para ali!!!

Anónimo disse...

Com as calças do meu pai também era um homem.

Roubar ideias não é bonito.

Pintarriscos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pintarriscos disse...

Poderia apagar este comentário, mas não o vou fazer, com a esperança que a pessoa que oescreveu se identifique. Seja um homenzinho ou uma mulherzinha e tenha a coragem de mostrar a cara, para que me possa explicar a razão desta frase. Se tem algo a dizer, faça-o já, e como deve ser.

Atentamente

Paulo Galindro

Tereclopes disse...

Que trabalho espectacular, foi muito trabalhoso eu calculo, mas o final está na verdade um "sonho". É para mim muito bom saber que a minha filha trabalha com gente tão talentosa, já lá diz o velho ditado
"junta-te aos bons..."
Parabéns!

Pintarriscos disse...

Olá Teresa! Antes de mais muito obrigado pelas suas palvras extremamente simpáticas. Assim que vi o seu blogue descobri logo de que a teresa é mãe... da minha querida colega Sofia. Também gosto muito dela e do trabalho dela. É uma rapariga com um imenso potencial e uma grande sensibilidade artística. Só tenho pena que tenha mudado de piso. Gostava, e gosto imenso de falar com ela.

Silvia Mota Lopes disse...

paulo tu és um ilustrador e tanto,eu já sou grande, mas se fosse pequenina gostava de ser como tu...quando te confrontas com comentários infelizes só há uma razão: a inveja e o ciúme!! é pena as pessoas serem frustradas e tão pequeninas...infelizmente o mundo está cheio desse género de pessoas, são pessoas que não cresceram interiormente e muito dificilmente irão crescer. Só pessoas com autenticidade e coração vencem e eu acredito que o bem vença o mal!!! somos da mesma idade por isso tratei-te por tu...não faz mal pois não?
beijinhos e vais ter muitos e muitos sucessos na tua vida e ainda bem que nós fazemos parte um bocadinho dela.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...